Faltando pouco pra estreia de “Maze Runner: A Cura Mortal” (25 de janeiro nos cinemas), saiu uma entrevista com o ator Dylan O’Brien falando um pouco sobre o filme e também sobre o momento traumático do seu acidente. Confiram as fotos e a matéria traduzida abaixo:

thumb_BtWFMS8CIAAeSl8thumb_BtWYX3DCUAAOxsathumb_BtV-W9nCEAAASOIthumb_BtWYX3DCUAAOxsa

“Maze Runner: A Cura Mortal” finalmente sai esse mês. Quase não saia. Nunca. Enquanto o terceiro filme estava sendo filmado em março de 2016, Dylan O’Brien sofreu um série acidente quando foi puxado sem querer de um veículo em movimento e logo em seguida atingido por outro. O ator agora com 26 anos sofreu uma concussão e danos faciais o suficiente para requerer uma cirurgia de reconstrução. Então naturalmente houveram perguntas sobre o filme continuar, e se O’Brien poderia retornar a trabalhar.
Felizmente, a resposta para ambas as perguntas é sim. O alto e bonito ator se recuperou bem o suficiente para entrar num outro filme, Assassino Americano, e aparecer em alguns episódios de Teen Wolf, antes de se juntar a equipe de Maze Runner para filme A Cura Mortal.
“Significava muito pra mim terminar”, disse O’Brien sinceramente, durante uma entrevista em Los Angeles. “É algo que sempre foi uma grande coisa pra mim, e que significa muito pra mim. Também, voltando do acidente, terminar ganhou um outro significado. Acho que fizemos algo ótimo, a franquia significa muito para nós, então queríamos terminar na melhor forma possível.”
A Cura Mortal inclui várias cenas de ação em alta velocidade envolvendo quadriciclos, trens, helicópteros, em cenas filmadas antes e depois do acidente. O ator admite ter sofrido por hesitação, e até ataques de pânico desde aquele dia terrível, e agradece, dentre muitos, a sua namorada Britt Robertson por fornecer um suporte emocional que o fez continuar.
Mesmo assim, sendo um cara bem relaxado, O’Brien permanece nervoso sobre o acidente.
“Não vou falar em detalhes sobre isso pois é pessoal”, ele diz educadamente mas firme. “Aconteceu de forma pública, mas não acho que é meu trabalho falar sobre isso. Mas foi uma cena de ação que deu errado, e foi um incidente muito assustador. É tudo que posso dizer. Não me sinto confortável dizendo os detalhes.”
O’Brien ficou confortável o suficiente pra fazer outras cenas de ação durante o filme quando a produção retornou. Eles tiveram que coreografar precisamente, e ensaiar nos meses de recuperação, claro, e proteger o rosto do ator tem sido o mais essencial. Mas nada disso teve impacto na emoção das cenas, ele garante.
“Nós queríamos fazer o melhor filme dos três e acho que fizemos um ótimo filme,” O’Brien diz. “Estou animado pelo modo como ficou. Wes é um dos diretores mais talentosos que existem agora e estou sempre satisfeito com o que ele faz. É um ótimo elenco e equipe, também. Temos Walton Goggins nesse filme! Ele é um cara tão legal e um ótimo ator. Então sim, é animador e bom, um emocionante e intenso último capítulo.”
Dylan está orgulhoso que não forçaram os fãs devotados a esperar e comprar mais ingressos para conseguir ver a conclusão da história (se fosse dividida em duas partes).
“É a conclusão, do terceiro livro, e sempre planejamos fazer três filmes. Então essa é a parte final.”

TRADUÇÃO FEITA PELA EQUIPE THE MAZE RUNNER BRASIL